1 de jul de 2011

VEREADORES DA BASE ALIADA ENVIAM NOTA DE ESCLARECIMENTO AO BLOG

A base aliada do Governo Municipal de Granja enviou nota de esclarecimento ao TN para divulgação nesta mídia, uma vez que esclareço o respeito ao princípio democrático salientando que o endereço eletrônico tata.tim@hotmail.com, de seu administrador, está aberto ao direito de resposta. Porém, claro, que deva ser respaldada por fatos verídicos. Segue abaixo:
"Nós, vereadores da base aliada do Prefeito de Granja queremos esclarecer ao Povo sobre a Nota mentirosa que circula em carro de som nas ruas de Granja dizendo que nós da base aliada do Prefeito, votamos contra o CONCURSO E AUMENTO DO FUNCIONALISMO PÚBLICO. Ora meus amigos, como poderíamos votar contra um Projeto de Lei do Concurso e aumento do funcionalismo que é de autoria do Prefeito Hélio Fontenele? Essa mentira divulgada é uma falta de respeito da MESA DIRETORA da Câmara a nós vereadores, mas o que poderíamos esperar dessa MESA DIRETORA? Votamos contra as duas emendas modificativas elaborada por 2 vereadores da oposição, pois o único intuito das emendas era: o de confundir a mente do Povo, quando na realidade eles não querem que o concurso aconteça, pois desde maio que o Projeto  foi protocolado na Câmara, o funcionalismo já poderia estar recebendo com aumento. Portanto, nós jamais votaríamos contra o Projeto do Executivo que beneficia o povo. Nós não usamos esta prática para atingir objetivos pessoais e politiqueiros. Portanto, cabe esclarece que nós, Rosa Helena Salles de Brito, Antônio José de Sousa Albuquerque, Arnaldo Fontenele Magalhães e João Batista Pereria, votamos a favor do Concurso e do Aumento do Funcionalismo!"

3 comentários:

maria jamille disse...

Acho que vou virar fã desses "Cara de pau", pois votam a favor, votam contra e dizem que fazem tudo pelo bem do povo.

Cicbat disse...

Verdade
Por que o Prefeito em Exercicio não paga as diferenças salariais a que tem direito os servidores públicos municipais, uma vez que o salário minimo é de R$ 545,00 deste de fevereiro e não R$ 510,00 e por que não quer que uma INSTITUIÇÃO SÉRIA faça o concurso, e sim deseja que seja uma de seu interesse, FOI ESTAS DUAS EMENDAS QUE VETARAM, chega de querer fazer o povo de besta.

Oxente disse...

Esses 4 vereadores não tem coerência em suas ações, pois votaram a favor do projeto e após o veto do prefeito mudaram de opinião e se posicionaram contra o aumento e a realização do concurso público de forma transparente, diferente do que aconteceu no certame anterior.Qual o critério se é que eles têm em suas ações a favor da poulação da cidade?