15 de fev de 2011

GONY ARRUDA PODE SER EXPULSO DO PSDB

A ida do deputado Gony Arruda (PSDB) para a Secretaria do Esporte do Estado (Sesporte) pode lhe render expulsão do partido e perda do mandato. A Executiva reunida na tarde de ontem (14), no gabinete do presidente da legenda, deputado federal Raimundo Gomes de Matos, resolveu por unanimidade (08 votos) acolher a reclamação protocolada pelo integrante do partido, João Batista Gomes Mota. O filiado alega  que o parlamentar violou o estatuto tucano, ao ter assumido oficialmente uma pasta do primeiro escalão do governo Cid Gomes (PSB), desde o dia 3 de janeiro, sem ter pedido a devida autorização. Raimundo Gomes de Matos (PSDB), disse que o processo administrativo será enviado à Comissão de Ética, cabendo ao presidente, professor Marcondes Rosa, se pronunciar sobre o assunto. O prazo é de 90 dias. A punição vai da simples advertência à expulsão. O Estatuto não teria sido respeitado pelo deputado secretário, que em seu artigo 15, parágrafo segundo anuncia que “os filiados, quando convidados a assumir cargo ou função de confiança em governos não apoiados pelo Partido, deverão solicitar prévia autorização à Comissão Executiva, não podendo assumi-lo se esta não autorizar”. Gomes de Matos afirma que Gony Arruda descumpriu o regimento. “Era necessário esse procedimento”, enfatiza. Apesar do deputado, de origem granjense, ter dito que consultou os deputados estaduais, e que ouviu o de acordo, “não é competência deles se pronunciar sobre o caso. A deliberação é da Executiva. Até hoje, não chegou nenhum documento oficial na Executiva”, assegurou. Tentamos ouvir o deputado acusado de infidelidade, porém ele não atendeu o celular. (Bete Rebouças, do portal Ceará Agora, via Blog do Eliomar)

Nenhum comentário: