15 de out de 2010

PAIXÃO: ANALGÉSICO PARA DOR FÍSICA

O amor pode até doer, mas a paixão é um analgésico poderoso, conclui um estudo feito pela Universidade de Stanford (EUA). Os pesquisadores recrutaram 15 universitários que estavam vivendo a primeira fase de um relacionamento amoroso (no máximo nove meses) e analisaram a forma como reagiam à dor física. Os alunos eram estimulados a olhar fotos das pessoas por quem estavam apaixonados, enquanto um aparelho térmico causava dores nas palmas de suas mãos. Eles sentiam menos dor quando as imagens eram exibidas. Com a ressonância magnética, a pesquisa constatou que nesse momento era ativado o centro de recompensas do cérebro, mesma área em que atuam analgésicos. O anestesista americano Jarred Younger, um dos autores do estudo, disse que a paixão libera dopamina, neurotransmissor que dá sensação de bem-estar, também estimulado por drogas que controlam a dor.
Segundo Younger, o estudo abre uma perspectiva para novas formas de tratar crises de dor: “Formas simples de incentivar a afetividade, como um toque de mãos com a pessoa amada, podem ser tão eficazes quanto as medicações de controle da dor. A paixão é realmente um analgésico.”
(Com informações da Folha Online, Blog da Janga)

Um comentário:

Fátima disse...

rs, nem precisava pesquisa, eu já sabia!