7 de fev de 2013

CID GOMES ANUNCIA R$ 228 MI PARA EDUCAÇÃO PÚBLICA


O governador Cid Gomes (PSB) anunciou, ontem, durante a solenidade na sede da Secretaria da Educação (Seduc), uma série de investimentos na Educação Pública do Ceará, com o objetivo de ampliar a oferta de vagas no ensino profissionalizante e médio. Ao todo, serão empreendidos cerca de R$ 228 milhões em diversas ações, dentre as quais, a construção de quatro novas Escolas Estaduais de Ensino Profissionalizante (R$ 34 milhões) nos municípios de São Gonçalo do Amarante, Forquilha, Caridade e Alto Santo, que também vai beneficiar Ererê e Iracema. Além disso, a verba será usada para a construção de 37 Escolas de Ensino Médio (R$ 107 milhões) e 80 ginásios poliesportivos. Durante discurso, o governador disse que “o mais importante, no dia de hoje, é poder proporcionar aos alunos e professores um bom início de ano letivo e reafirmando o compromisso que o Governo do Estado tem com a causa da Educação”.
No evento, o governador também assinou um Projeto de Lei, que será encaminhado à Assembleia Legislativa, com melhorias para as condições de trabalho das equipes escolares. Pelo projeto, os secretários escolares passam do cargo DAS-3 para DAS-2, o atual salário de R$ 778,42 passará a ser R$ 1.037,91; os coordenadores que são DAS-2 serão DAS-1 e devem receber 1.383,08. O aumento também será dado aos diretores do Ceja e escolas tipo C, que receberão R$ 1.977,08.
O governador também fez a entrega simbólica de 29 academias populares, onde foi investido R$ 1,5 milhão dos R$ 228 milhões; de 230 mil carteiras escolares que o Estado investiu R$ 42,2 milhões; e entrega de 16.302 tablets, ação que recebeu por parte do Estado o montante de R$ 5 milhões. Para a secretária da Educação, Izolda Cela, a ideia é “proporcionar aos alunos melhorias que muitos dos seus pais não tiveram. É o grande impulsionador do nosso trabalho. Para isso deve-se investir em melhorias nas condições de trabalho e no atendimentos aos nossos alunos, melhorias essas que impactam diretamente na vida dos nossos alunos”. 
Fonte: O Estado

Nenhum comentário: