18 de jan de 2012

FILHO DE ADRIANÓPOLIS ESCREVE CRÔNICA EM HOMENAGEM AOS FESTEJOS DE SÃO SEBASTIÃO


Arte e imagens: Anderson Alves
Clique p/ ampliar!

Você imagina o que é amar suas origens e está limitado a está participando delas em um momento mega especial em todo um ano? Pois é, o assíduo leitor e colaborador deste blog, Anderson Alves, está passando por isso. Este apaixonado filho de Adrianópolis já está no segundo ano consecutivo sem participar das festividades alusivas ao seu Padroeiro São Sebastião. Porém a razão enobrece e orgulha a ele, sua família, amigos e, creio eu, aos adrianopolenses.
Em homenagem à sua localidade e em especial a um dos mais belos festejos regionais, Anderson descreveu seu respeito e admiração na crônica abaixo:

"Os fogos da meia-noite indicam um novo ano começando, dando seus primeiros passos. Mas começo de ano também é uma preparação para milhares de pessoas que passam o ano inteiro esperando para voltar para sua terra natal, além das férias é o momento de retornar a terra onde São Sebastião se faz Padroeiro e há muitos anos encanta como um dos festejos mais belos da região.


Adrianópolis, distrito de Granja no Ceará, ganha toda uma cor especial, o vermelho que marca as festas natalinas continua por todo período festivo que celebra São Sebastião. Uma onda vermelha toma conta do distrito e colore todas as noites as novenas e os leilões em homenagem ao Santo.
Janeiro é um mês bem especial e repleto de emoções. Os filhos da terra voltam ao seio familiar para reencontrar parentes e amigos e agradecer a São Sebastião por mais um ano de sucesso e realizações nas grandes capitais e por permitir que pudesse está ali naquele momento agradecendo. Uma festa família que cativa pela singeleza e a particularidade de cada visitante.
O distrito é que faz a abertura das festividades religiosas no município, logo no primeiro mês do ano temos ruas tomadas por barracas que vendem desde roupas a famosa fruta da estação: a jaca, fruta que acaba virando doce nas mãos das prendadas donas de casa. Sorvetes, terços, fitas, lembrancinhas, panelas e pratos de barro e alumínio, não têm desculpa de não levar uma lembrancinha pra casa.
A praça tomada por barracas ainda conserva o olhar admirado dos moradores mediante toda essa animação, mas nada substitui o bom papo que tem como tema a chegada de um ou a partida de outro. A criançada tem diversão garantida como os famosos “pula-pula” e “escorregas”, aqueles brinquedos infláveis e que tem sua origem das grandes festas urbanas, fora a pipoca quentinha e aquele algodão doce que serve para entreter enquanto os pais esperam pelo término da novena.
Se durante o dia a diversão é sair pelas ruas, conferir as barracas e visitar os amigos que já estão pela terrinha, de noite as festas dançantes dão o tom da diversão. Com um grande público jovem, o distrito leva bandas regionais de grande porte para incrementar as noites festivas. Se antes o forró dominava agora ele já conta com a influência dos Dj’s, que  mesmo em localidades mais remotas não deixam de conquistar fãs, a música eletrônica cada vez mais presente na hora da diversão.
Os bares são palcos de reencontros, de momentos de comemoração e daquela conversa para saber o que rolou na noite passada. As calçadas servem de vitrine para as surpresas que cada noite reserva, sem falar numa forma de acompanhar o andamento da festa de uma forma mais recatada, mas não menos presente.
O Hasteamento da bandeira significa que durante dez dias grandes celebrações acontecerão, serão momentos de muito louvor, de reencontros, agradecimentos e bênçãos. Momentos, de em família, agradecer por mais um festejo e rezar por aqueles que não puderam está participando, mas que mesmo distantes estão conectadas em pensamentos e orações.
Adrianópolis encanta por sua singeleza, carisma e sua cultura forte e apaixonante. Sua culinária regional única dá um sabor especial para esses momentos e seus atrativos naturais dão um banho nas sensações e no contato com a natureza.
Esse pedaço de paraíso é parte do universo que chamo de minha vida e a Fé em São Sebastião me faz forte, mas antes de tudo me faz um Adrianopolisense de corpo, alma e coração. Que Ele proteja nosso distrito e abençoe mais esse festejo, que todos renovem seus sonhos, sua fé e possam retornar para suas cidades mais realizados e que finquem cada vez mais suas raízes na terra onde a felicidade é constante e o amor jorra no seio de suas águas onde só basta provar para sempre retornar ao famoso Tabuleirinho."
Anderson Alves do Nascimento
Gestão de Turismo, IFCE - Canindé
Fone: (85) 86492414/ 99863865
Email: anderson_alvesn@hotmail.com/ andersonalvesn@gmail.com
Twitter: @derson9389
Facebook : facebook.com/andersonalvesn

Nenhum comentário: