5 de ago de 2011

VOCÊ JÁ OUVIU FALAR EM BANHEIRO FANTASMA?

Um improviso no meio do quintal é o que muitas famílias usam como banheiro na área rural. Moradores de Pindoretama, na região metropolitana de Fortaleza, não podem pagar uma instalação hidráulica. A esperança de construir um banheiro surgiu quando eles foram cadastrados por uma associação não governamental. “Passou uma pessoa, aí eu dei o nome, dei meus documentos e até agora não recebi”, comentou a agricultora Maria Adriano Ribeiro. “Pediu o nome da gente, que era para entrega de uns banheiros. Eu dei meu nome, o resto do pessoal todo deu e foi só isso mesmo”, disse a artesã Maria Júlia Ferreira Bessa. A Associação Cultural de Pindoretama apresentou à Secretaria das Cidades do Ceará uma lista com 200 beneficiários e recebeu, em maio do ano passado, R$ 400 mil por um convênio para instalação dos banheiros. “A entidade apresentou um endereço, um documento formal de Constituição que a entidade fez junto aos órgãos. Em cima desse parecer é que a decisão foi tomada para assinar o convênio”, afirmou o ex-secretário das Cidades, Jurandir Santiago. Mas o endereço apresentado pela associação não existe. A nota fiscal da construtora é falsa, e os banheiros não foram construídos no prazo. Depois das denúncias, alguns banheiros começaram a ser construídos na área rural de Pindoretama, mas em casas de moradores que não constam na lista de beneficiários do contrato. Matéria completa AQUI.

Nenhum comentário: