15 de jan de 2011

AÇÃO CONTRA CARRO-FORTE FOI "CINEMATOGRÁFICA"

Foto: Wilson Gomes
O ataque ao carro-forte, realizado na tarde de sexta-feira (14), foi feito por cerca de 15 homens. O veículo transportava malotes de valores pela rodovia estadual CE-362, entre os municípios de Uruoca e Martinópole, na Região Norte do Estado. O ataque resultou na morte do vigilante e motorista do blindado, João Batista Souza Coelho, assassinado com tiro de fuzil na cabeça, dentro do veículo. Segundo informações de um dos vigilantes que escaparam do ataque, os malotes continham aproximadamente R$ 1,3 milhão. Os bandidos ocupavam pelo menos três veículos; um Corolla prata, um Gol vermelho e uma Parati. O ataque aconteceu na localidade de Barreiras, distante 11Km da sede do município de Uruoca, no momento em que o carro-forte fazia uma ultrapassagem por dois caminhões que viajava em direção à cidade de Uruoca. "Nesse momento, parte do grupo, ocupando o carro Gol vermelho, cruzou na nossa frente, e um pouco mais a frente parou, Os homens começaram a atirar em nossa direção acertando o veículo, que acabou sofrendo uma pane", disse um dos vigilantes que pediu para não ser identificado. A ação do bando, segundo relato dos vigilantes que escaparam, foi cinematográfica. Enquanto o bando atirava sem cessar, os vigilantes revidavam. Eles contaram ao major PM Assis Azevedo, comandante da 3ª Cia do 3º BPM, que o Gol usado pela quadrilha estava protegido por uma blindagem que impedia ser perfurado pelos tiros disparados pelos vigilantes. A troca de tiro foi intensa e demorou vários minutos, colocando em risco a vida dos motoristas que trafegavam pela rodovia. Os tiros disparados pelo bando acabaram por acertar, através da escotilha (orifício usado para atirar de dentro do veículo), a cabeça do motorista. Leia a matéria completa AQUI
(Com informações do DN - Via Camocim Online)

Nenhum comentário: