17 de jul de 2010

QUANDO SE ACHAR SEM FORÇAS,VEJA SE REALMENTE TEM ALGUÉM AO SEU LADO

Ontem (16/07) pude experimentar realmente do que chamamos de superação. Em ida a cachoeira do Cocal percebi que o físico não é o mais importante para superar desafios que exigem força de músculos, mas o psicológico. A confiança de outrem que deposita em você algo que não existe, mas que passa a existir. Não sei calcular a altura que enfrentei para chegar nesse singelo e rico local, porém os que tem costume como o "Guél" e que não pára pelo trajeto dizem levar meia hora (30 minutos) para chegar onde ontem experimentei da teoria do indescritível sabor das coisas difíceis de se alcançar. Aprendi que:

As coisas da natureza nos pedem algo em troca para recompensar suas belezas e perfeições divinamente bem arquitetadas. 

A turma: Tatá (eu), Chiquim Nedina, Daniel Futebol, Missia do três 7, Zé Inácio padeiro, Dion do Missia, Elias do Daniel, Guél e Fábio do Zé Ferreira. Todos foram importantes na minha superação! Porém este último citado, sem antes nem conhecê-lo de perto, foi o "cara" que quando eu quis desistir, dizia: "Descansa aí cara! Ah, tá bem perttinho! Se preocupa não cara, se nós chegar só meio-dia tá bom demais! Se precisar te puxar, nós puxa! Se tu descer eu desço contigo!" O Guél foi também mui amigo e voltou, depois de ter chegado ao destino, para ajudar psicologicamente na empreitada de desafiar meus limites físicos. Valeu! Valeu mesmo, pois depois de ter superado um de meus maiores limites (passei até mal), tirado uma lição, conhecido um lugar sem igual e conquistado um amigo, aliás, ele foi quem conquistou. O "Chiquim" ainda disse: "Na hora que você quiser, é só avisar que 'nóis vai fie'"!  







Veja mais fotos no álbum do orkut "Timonha Notícias"!















Fotos: Tatá, Guél, Fábio e Dion

Nenhum comentário: